10jan
2015
0
crianca e tv menor

A CRIANÇA E A MÍDIA

O acesso à TV

A televisão não é totalmente prejudical ao desenvolvimento infantil, mas como as crianças estão em processo de desenvolvimento intelectual e social, e por interagirem mais tempo com a mídia, elas acabam sendo influenciadas.

O tempo que as crianças gastam assistindo a televisão é pelo menos, mais da metade  do tempo dedicado a outras atividades do dia a dia, como fazer a lição de casa, brincar com os amigos, a interação com a família, a leitura, os jogos. A programação transmitida pela TV está sempre à disposição, alimentando a imaginação infantil com todo tipo de fantasia.

Na terceira infância de 7 a 11 anos, a criança começa a elaborar sua visão crítica. Nesse período ela inicia seu próprio pensamento e passa muito tempo em frente à tv, com alto poder de persuasão.  Entre 10 e 12 anos , período de mudanças no corpo e na mente, caracterizada como “fase difícil”, a mídia exerce influência na questão de identificação  grupal e social.

Influências negativas da mídia

A criança é  inexperiente para digerir o que  é transmitido pela mídia, especialmente pela televisão, o que a torna facilmente  influenciada e persuadida. A exposição a programas violentos podem causar, pelo menos três consequências aos pequenos receptores: Aprendizagem de atitudes e comportamentos agressivos, dessensibilização à violência e maior medo de ser vítima de violência. A criança pode se retrair, ficar insegura e desenvolver traumas.  A violência na TV também pode contribuir para o comportamento agressivo infantil, o que pode se extender para a idade adulta.

O crescente aumento da obesidade infantil nos últimos anos está associado a fatores como mudança no estilo de vida – exposição excessiva da criança à mídia – e consumo de alimentos muito calóricos e de  baixo valor nutricional, sob a influência de anúncios comerciais.

Outros fatores negativos que a televisão pode causar  são: o estímulo ao consumismo, difusão de  estilos de vida que associam a posse de bens supérfluos como fatores de sucesso, alegria e bem estar, pior desempenho escolar. A sexualidade e o abuso de drogas e de álcool também podem impressionar as crianças e serem vistos como normal, seguro e aceitável.

O que fazer ?

Os meios de comunicação não são os únicos determinantes na formação do ser humano. A escola e a família fazem parte da formação infantil e devem auxiliar as crianças com o uso da mídia.Os meios de comunicação também têm a função de educar, através de programas educativos , notícias. Na escola, eles podem ser usados para contribuir de maneira positiva no desenvolvimento do aluno.

Em casa, os pais podem ajudar aos filho a terem experiências mais positivas com a televisão adotando os seguintes procedimentos  : Assistir programas junto com o filhos, escolher os programas adequados para o nível de desenvolvimento e de acordo com a idade , limitar o tempo de assistir tv,  estimular discussões com eles quando estão assistindo juntos a um programa,  discutir sobre o papel da publicidade e sua influência no que se compra.

A televisão para crianças até 2 anos

Pesquisas recentes indicam que a tv é especialmente danosa para uma faixa etária em especial:  até 2 anos de idade. Aos dois anos, a criança está expandindo suas capacidades cerebrais. É o momento em que os hábitos, o estilo de vida e as relações sociais do ser humano estão se consolidando no cérebro. É preciso promover atividades que estimulem o intelecto da criança, o que não é o caso da tv.  “A televisão é uma atividade passiva, intelectual e fisicamente”, segundo as pesquisas. Assistindo televisão, a pessoa recebe imagens e mensagens prontas, o que atrofia a criatividade e imaginação.
A associação médica americana recomenda que não se assista nada de televisão até os dois anos. A partir daí, aconselham os pais a permitir no máximo duas horas por dia.

crianca e tv 350

Fontes de pequisa: ufrg.com.br / obeso.org.br / ciência e cultura.bvs.br /pediatriaemfoco.com.br

 

 

No Comments

Reply